Sempre me fascinou a relação texto/música.Temas e fontes inesgotáveis para a criação artística, protestos, histórias alegres ou tristes... Muitas vezes a música vem, também em forma de poesia. Poesia feita de palavras, medida e ritmo. O ritmo é o núcleo da poesia. Os poetas verdadeiros são especialmente músicos de primeira ordem. A poesia da letra de música é uma escrita cadenciada, sonora... E sempre vale a pena ser apreciada. "Welcome/Bienvenue/Bienvenidos/Benvenuto/Irashaimasu”

Translate

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Beija-Me - Zeca Pagodinho & Rildo Hora



Beija-me
Deixa o teu rosto coladinho ao meu
Beija-me
Que eu dou a vida pelo beijo teu
Beija-me
Quero sentir o teu perfume
Beija-me com todo o teu amor
Se não eu morro de ciúme
Ai ai ai que coisa boa
O beijinho do meu bem
Dito assim parece a toa
O feitiço que ele tem
Ai ai ai que coisa louca
O gostinho divinal
Quando eu ponho a minha boca
Nos teus lábios de coral
Ai ai ai que coisa boa
O beijinho do meu bem
Dito assim parece atoa
O feitiço que ele tem
Ai ai ai que coisa louca
O gostinho divinal
Quando eu ponho a minha boca
Nos teus lábios de coral
Rildo, vai maestro
O cara é o bicho ein?
Beija-me
Deixa o teu rosto coladinho ao meu
Beija-me
Que eu dou a vida pelo beijo teu
Beija-me
Quero sentir o teu perfume
Beija-me com todo o teu amor
Se não eu morro de ciúme
Ai ai ai que coisa boa
O beijinho do meu bem
Dito assim parece a toa
O feitiço que ele tem
Ai ai ai que coisa louca
O gostinho divinal
Quando eu ponho a minha boca
Nos teus lábios de coral
Ai ai ai que coisa boa
O beijinho do meu bem
Dito assim parece atoa
O feitiço que ele tem
Ai ai ai que coisa louca
O gostinho divinal
Quando eu ponho a minha boca
Nos teus lábios de coral

(Roberto Martins/Mário Rossi)

>> Beija-Me >> Zeca Pagodinho & Rildo Hora <<

>> Cifra <<

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quer comentar? Oba, seja bem-vindo, sua opinião é muito importante!!!